Sponsor
BRAZIL. SP .
Clique aqui para baixar o Flash Player

Conforme comunicado a Casa Branca nesta data, bem como aos nossos clientes e colaboradore de Chicago, Nova Iork, Los Angeles, do Cinturão de Soja e Milho e dos que dependem do nível do rio Mississipi, que por determinação do Astral, estamos Suspendendo a partir dessa data Todo e Qualquer atendimento climático aos EUA, enquanto perdurar a falta de bom senso do presidente Donald Trump com relação a retirada dos EUA do Acordo de Paris, rompendo o acordo global firmado em dezembro de 2015 com mais de 190 países para reduzir a emissão de gases que produzem o efeito estufa... FCCC reativou dia 01.02.17 convênio operacional com a Prefeitura de SP. Para dar uma trégua nas chuvas em SO a FCCC optou por Desviar os fenômenos a Alta da Bolívia para o Mato Grosso, e a Baixa do Chaco, para o Paraguai, que irão permitir uma trégua da chuva na capital paulista. Com isso, as frente frias virão mais secas e só se tornariam mais úmidas sobre o norte de Minas Gerais. Beneficiando a nascente do rio São Francisco e reduzindo a seca no DF. Em 2017 vai continuar aumentando o número de Refugiados da Natureza, o Tempo vai continuar em Fúria... Os anos de 2016 e 2017 Continuarão sendo lembrados como os Anos em que a Fúria da Natureza desafiou o homem por todo o planeta. Fogo, Água, Terra e Ar: Todos Elementos continuam em Fúria: Furacão Katrina disparou o Alarme das Mudanças do Clima no Planeta, só os EUA não viam. Mas o presidente Obama mudou isso na saída e junto com a China assinou o tratado de Kyoto. Srs. Colaboradores: Já está disponível em nosso site (Previsão do Tempo-Alertas Especiais)o novo boletim especial da estação-Verao Inverno 2017(Brasil]e também mais detalhes dos fenômenos El Niño,La Niña e Alta da Bolívia. • Se sua empresa não é cadastrada, faça sua Inscrição acessando a página Contato.

   NEWS   |  ARCHIVE   |  AGREEMENTS  |  METEOROLOGY  |  OUR OPERATIONS   |  KIDNAPPINGS
I m p o r t a n t

Fiction X Reality
Globe Reporter
14 of May of 2006 5 years after the tragedy that shook the world

The proposal for FHC in 04.04.2001
Commitment of FHC in executing against departure of the FCCC, anticipates rainy period.
FCCC assisted Argentina in the energy crisis of 1989.
 
 
 
 
 
 
 
Indice de notícias arquivadas »
Click to return here to the 2007 notice
ARCHIVE: 1999 - 1986
 

 O Estado de São Paulo

Coluna do Estadão
(Diana Fernandes e Claudia Carneiro)

Saturday , April 02 1999.

RAIN FOR PIECE

FCCC entily with thirst in Guarulhos a town council near Sao Paulo especialized in climatic alteration , started to have narrow intercouse with the government Saddam Hussein since the Baghdad predicted the date of the American attack at the war of Gulf. Yesterday, adversers of Saddam called the medium Adelaide asking the foundation to help the Siberian territory. They want that the foundation makes rain in the Siberian region to obstruct the land attack prepared by Otan. The rain is the only obstacle to the attack, wich obligely would be postponed.


O Globo

RIO DE JANEIRO 10 OF APRIL OF 1.999

RIO, (Agency O GLOBO) -

Bad Weather difficults Otan attacks

The bad weather damaged Otan attacks yesterday night. Of four aircraft that would leave with misseles to attack, only one could leave. In spite of the difficulty, Otan affirms that more than a half of jats Mig from Serbia were removed. A Declaration of Macedonia`s President also brings more difficulty in the conclusion of Otan plans. He affirmed today that he is not going to allow that his territory is used for an land invasion to Yugoslavia.


folha.gif (1485 bytes)

São Paulo, 11 OF APRIL OF 1999

KENNEDY ALENCAR - special envoy Belgrade

BAD WEATHER CONFUSES ATTACKS OF OTAN

Pausa:
Meteorological unfavorable conditions to military action allow the population from Belgrade has a calm night.

While the bad weather was reducing the intensity of Otan attacks to Yougoslavia, the street vendors from the republic square in the center of the capital, they were invoicing yesterday with the sale of t-shirts and broochs against the bombing.

correiobraz.gif (1825 bytes)
Brasília - DF

Sunday April 12, 1999


THE HOUR OF THE TRUTH
The Yugoslavia invasion is impossible by sea, risked by the air and mined by the ground. Javier - Venezuela - EL PAÍS

El País
 

Fehim Demir/France Presse
a3-1.jpg (17289 bytes)
Ethnic refugee albanians In Macedonia talk with French soldier More than 12 thousand soldiers from Otan participated at the humane help in the country.

Washington — `The war is not a right science` says a spokesman from the
Pentagon to explain why estimates on the soldiers` number of Otan defer so much - 40 thousand, according to the optimists, 200 thousand, for the
pessimists-necessary ones to take away from Serbia the region of Kosovo.
The same inaccuracy weights on the necessary time in order that a land strength of combat sets off - Between four weeks and three months, according to different contacts.
.

FORESEIGHT
Belgrade - The rains are the biggest obstacle to the air raids to Yougoslavia and they can continue if President Solbadan Milosevic pays attention to the demand done by the medium Adelaide Critori, from FCCC.

SAO PAULO - To free three north american soldiers and to put an end to the ethnic cleaning. In last week, advisers of the Iraq president, Saddam Hussein asked Sritori about what was helping the Serbian making raining - What really has been happening. Scritori orderd also a message to Clinton, alerting that if US invades Yougoslavia, would provoke a Third world war up
to august.

 


 
  O Estado de São Paulo

FRYDAY, APRIL 09, 1999

ENERGY

PRECARIOUS EQUIPMENTS CAUSED POWER CUT

According to authorities of electric sector, the blackout in march wasn`t avoid by falt in system.

Brasília - The precarious situations of part of the equipments from electric sector was the principal cause of the power cut. accurred in 11 of march,
wich reached ten states and the federal area. The ONS report and the testimony of the MInister of Mines and Energy begin to appear,so, the fragility of the electric brazilian sistem.


O Globo

Rio de Janeiro, 19 of March of 1.999

Column Informe JB

ALERT

FCCC, wich through the medium Adelaide Scritori predicts meteorological phemena, it is going to send a report to FHC about the power cut. The document intends to show that the thursday ray fell after the power cut, and so was not in charge for the darkness.

Isto É Dinheiro

POWER CUT
Publication of march 17, 1999

apagao1.jpg (4354 bytes)

IN PUT OUT
Half of the country out suffered with the biggest power cut of the history, while authorities were beating head. The culprit was a ray in Bauru, discovered the government.

ESOTERIC NOTICE
Tuniko Corporation , technological arm of FCCC, entity specialized in the study of climatic alterations, sent in 28 of December a fax to the minister of Mines and Energy, Raimundo Brito, alerting on a power cut in the first fortnight of march. Copies also were dispatched to ONS, Light and Eletropaulo. On Friday 12 a new fax was sent to Minister Rodolph Tourinho `There is 40 % of chances an again blackout up to April` It
guaranteed the medium Adelaide Scritori, from the foundation.


ALERTAS, CONTATOS E RESPOSTAS DAS AUTORIDADES ENERGÉTICAS À TUNIKITO - FCCC

O Globo

Rio de Janeiro, 15 de março de 1999

Cristiana Nepomuceno

Um blecaute anunciado

Médium mandou o alerta a ministro em dezembro de 98

BRASÍLIA – Uma pacata senhora paranaense, de idade não revelada, advertiu em dezembro o Ministério das Minas e Energia e o Operador Nacional do Sistema (ONS) sobre o blecaute de Quinta-feira à noite. A pacata senhora, que atende pelo nome de Adelaide Scritori, é a principal médium do Núcleo de Apoio Operacional da Fundação Cacique Cobra Coral, entidade esotérica-científica, corn sede em Guarulhos (SP), especializada em corrigir os desvarios do clima. A Fundação controla a empresa Tunikito Corporation, que enviou fax ao então ministro das Minas e Energia, Raimundo Brito, alentando para o risco de um blecaute na primeira quinzena de março.
O site da Fundação na Intemet diz que Adelaide, que nunca falou com a imprensa nem se deixou fotografar, nasceu "debaixo de um desastre meteorológico e recebeu a missão de evitá-los". Ela diz que incorpora o espírito do chefe indígena americano Cobra Coral, que,. em outras encarnações; teria Sido Galileu Galilei e Abraham Lincoln.

Tufão - 0 site afirma que, enquanto os melhores serviços meteorológicos conseguem trabalhar com previsões de no máximo uma semana, o Cacique Cobra Coral faz previsões para meses e até anos. "Cobra Coral pode empurrar uma frente fria de um lugar para outro, derrubar um centro de pressão atmosférica evitando um tufão e até fazer sumir uma geada, diz o texto. A Fundação, cujo lema é "luz que ilumina os fracos e confunde os poderosos", informa que tem como clientes governos estaduais, ministérios, multinacionais, e políticos, como o governador de Santa Catarina, Esperidião Amin, o ex-presidente José Samey e o senador Gerson Camata (PMDB-ES).
0 secretário da Casa Civil de Santa Catarina, Celestino Secco, confirma que, em 1983, a entidade previu que grandes enchentes iriam inundar o Vale do ltajaí. Secco era assessor especial de Amín; então no primeiro mandato de govemador, e recebeu um telegrama. da Fundação, advertindo que, se não houvesse limpeza dos dos rios da região e tratamento adequado das margem, as chuvas inundariam o Vale do Itajaí.

Ceticismo - O secretário catarinense disse que a previsão se confirmou. Em 1983 as águas invadiram o Vale e em 1984 as enchentes atingiram quase todo o estado. Nessa época, pela primeira vez no país, o público passou a ouvir falar do fenômeno climático El Niño. Secco conta que recebeu o telegrama da Fundação com "um certo ceticismo". Segundo ele, as enchentes ocorreram porque as obras de contenção das encostas e drenagem dos rios só foram concluídas cm 1991. Apesar do ceticismo, Secco confessa que, a pedido de Amin, visitou a sede da fundação três vezes, para pedir que os médiuns orassem por Santa Catarina.
"Quando o estado precisa, você tem usar tudo, inclusive a reza", disse. Segundo ele, a partir de 1991, não houve mais enchentes de grandes proporções em Santa Catarina. "Fizemos um trabalho de contenção das cheias e correções nas margens dos rios e córregos, mas é possível que a reza da Fundação também tenha ajudado."

O site da Fundação Cacique Cobra Coral na Internet (www. fundacaocoral.com.br) relata várias previsões e alertas ,feitos pela médium Adelaide Scritori. De todas as previsões, a que trouxe mais tristeza à médium foi a visão da morte do deputado Ulysses Guimarães. Em 26 de setembro de 1992, Adelaide teria enviado um fax a Ulysses, alertando: "Evite voar em aeronave de pequeno porte durante a primeira quinzena de outubro próximo". No dia 12 de outubro, o helicóptero que levava o deputado de Angra dos Reis para São Paulo caiu no mar.
O texto diz ainda que a Fundação acertou, em 1987 uma operação com o vice-presidente Marco Maciel, que na época era ministro chefe da Casa Civil do governo Sarney, com o objetivo de fazer chover sobre o lago da usina hidrelétrica de Sobradinho (BA). Em troca, o governo se comprometeria a concluir as obras do linhão de transmissão de energia de Tucuruí e liberar verbas para as barragens de Itaparica e Xingó.

O texto informa que a operação foi coordenada por Mário Santos, atual presidente do ONS, e Benedito Carraro, diretor da Elelrobrás. Na época, ambos estavam na Chesf (Companhia Hidroelétrica do São


O Globo
Rio de Janeiro, 15 de março de 1999

Informe JB
Luciana Nunes Leal (interina)

Aviso
O diretor da empresa Tunikito Corporation Osmar Santos esteve com o senador Eduardo Suplicy anteontem.
Mostrou cópia da carta que enviou em 28 de dezembro passado ao então ministro de Minas e Energia, Raimundo Brito.
Dizia, com todas as letras, que havia um sério risco de blecaute no Centro-Sul do país na primeira quinzena de março, por causa da fragilidade do sistema de transmissão de energia.
Acertou na mosca.

Rapidez
Um alerta de risco de blecaute foi enviado em 1986.
Furnas ficou de prontidão. De fato, ocorreu um apagão.
Durou só dois minutos.

O Dia
Rio de Janeiro, 15 de março de 1999.
Brasil/Geral

Deputados firmes contra a privatização

0 deputado federal Milton Temer (PT-RJ) acha que o blecaute de quinta-feira serviu pare demonstrar que as oposições estão certas quando, desde a privatização da Light, denunciaram "a total ausência do controle dos órgãos públicos. nos serviços das empresas privatizadas". Pare ele, a falta de controle é decorrente da "precipitação no processo de privatização".
Ao comentar o noticiário de sábado do DIA, que publicou o fax em que a empresa Tunikito Corporation alerta o Ministério das Minas e Energia em dezembro de 1998, sobre a possibilidade de um blecaute na primeira quinzena de março, Temer deixou claro que o Congresso Nacional deve lutar para "suspender, a curto prazo, todo o processo de privatização das empresas de energia, enquanto não houver certeza de um maior controle, pelo poder público, da rede nacional interligada".
O senador Eduardo Suplicy (PT-SP), por sua vez, está convencido de que tanto o Ministério das Minas e Energia como o Operador Nacional do Sistema (ONS), empresa montada pare coordenar a geração e distribuição de energia no País, devem explicações explicando por que não tomar providências quando do alerta dado pela ONG Tunikito Corporation, em 28 de dezembro de 1998.
A Tuniklto, que na sexta-feira voltou a alertar o Ministério para a possibilidade de novo blecaute em abril região Sul do Brasil, é velha conhecida dos diretores de empresas elétricas no pais. Manteve contatos, por exemplo, com Mário Santos, atual presidente da ONS, quando ele pertencia à Chesf (Centrais Elétricas de São Francisco) e à Eletrobrás.


O Dia
Rio de Janeiro, 15 de março de 1999.
Brasil/Geral

Rio tem nova falta de luz

Zona Sul fica no escuro por vinte minutos e moradores se apavoram

Todos os bairros da Zona Sul do Rio ficaram sem energia por cerca de 20 minutos no inicio da noite de ontem. Segundo a assessoria de Imprensa da Ljght, o motivo do blecaute- das 19h 15 até as t9h34 - foi a entrada em operação dos equipamentos de proteção da subestação terminal sul, no Horto, o que desarmou todo o sistema da região. A subestação Sul recebe linhas de transmissão de outras regiões do estado e as redistribui para outras subestações.


O Dia
Rio de Janeiro, 14 de março de 1999.

Novo blecaute pode atingir a região centro-sul do Brasil

Quem dá o alerta é a Tunikito Corporation a mesma previu o apagão de quinta-feira. Fortes rajadas de vento ameaçam as Torres do Sul.


Risco de apagão continua

Tunikito Corporation alerta Governo sobre risco de nova falta de luz em abril

Um novo blecaute, como o que ocorreu na quinta-feira, deixando todos os estados das regiões Sul, Sudeste e Centr-Oeste sem luz, pode voltar a acontecer em toda a região Centro-Sul do Brasil até abril. Alerta nesse sentido foi enviado na sexta-feira, às 23h57, para o Ministério das Minas e Energia pela Tunikito Corporation, especializada em acompanhamentos meteorológicos. A Tunikito Corporation alertou que, até abril, poderá ocorrer fortes rajadas de yento na região Sul do País, provocando queda de torres.
Conforme O DIA publicou ontem com exclusividade, a Tunikito foi a mesma que, em dezembro, já tinha avisado as autoridades da possibilidade de ocorrer um blecaute em toda a região Centro-Sul, na primeira quinzena de marco de 1999.
Ontem o senador Eduardo Suplicy (PT-SP) encontrou-se com Osmar, em São Paulo, e recebeu dele os documentos sobre os alertas feitos ao Brasil. Suplicy vai reforçar a iniciativa do bloco de oposição ao Governo no Senado que, já na sexta-feira, tinha decidido convocar o ministro das Minas e Energia, Rodolpho Tourinho, para falar sobre os problemas do setor.
O senador acha inevitável que, além do ministro, sejam convocados Osmar Santos, da Tunikito, demais autoridades envolvidas na questão e Mário Santos, presidente do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), entidade privada, que controla a geração e transmissão de energia elétrica, também alertaria sobre a questão.
"A informação do DIA é importante e grave. Precisamos cobrar por que não foram tomadas medidas preventivas. As autoridades estão mais interessadas em falar sobre privatizações do que em garantir o fornecimento de energia elétrica", disse Suplicy.

DIGITAL REPORT

Black-out no Centro Sul do pais leva Senado a convocar ministro e diretores da Tunikito corp.

SÃO PAULO, 14 ( AMN ) (20:10) O Senador Eduardo Suplicy (PT-SP) encontrou-se Sábado com Osmar Santos, diretor de assuntos Corporativos da Tunikito corporation, subsidiaria Cientifica- tecnológica da fundação cacique cobra coral, que havia alertado em dezembro passado o governo sobre o risco de um blecaute no Centro Sul do pais na primeira quinzena de março 99.
Suplicy recebeu da tunikito corp. os documentos sobre os alertas feitos ao governo e vai reforçar a iniciativa do bloco de oposição ao governo no Senado que, já na sexta feira, tinha decidido convocar o ministro das minas e energia, Rodolpho Tourinho, para falar sobre os problemas do setor.
O senador acha inevitável que, além do ministro, sejam convocados diretores da Tunikito corp., demais autoridades envolvidas na questão e Mario Santos, Presidente do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), entidade privada, que controla a geracão e transmissão de energia elétrica e os presidentes da Light e Eletropaulo, também alertados sobre a questão.
A Tunikito corp. alerta que o risco de um novo apagão continua até a transição final do verão-outono e que se os investimentos não forem feitos o sistema vai entrar em colapso na próxima estiagem que atingirá o país...
A Tunikito, braço tecnológico da Fundação Cacique Cobra Coral atua em 17 países e 3 continentes. No Brasil mantém convênios operacionais com o Ministério de Minas E energia e os governos de Santa catarina, Paraná, Mato Grosso do sul, Rio de Janeiro e Ceará, cujos boletins são elaborados pelo cientista Rubens Junqueira Villela (USP) e pelo prof. Osvaldo Iwamoto (UFPR).
A médium Adelaide Scritori, presidente da Fundação Cacique Cobra Coral (controladora da Tunikito corp.) Informa que "não temos a pretensão de acabar com os riscos de blecaute no país, mas, acreditamos que havendo vontade política, poderemos minimizar seus efeitos, como já ocorreu em outras ocasiões". (leia também Médium poderia ter evitado o blecaute de energia" no Digital Report - Geral ) www.digitalreport.com.br


correiobraz.gif (1825 bytes)

Brasília - DF
Domingo, 14 de março de 1999

Médium avisou governo do apagão

São Paulo - Braço científico e tecnológico da Fundação Cacique Cobra Coral (uma entidade esotérica}, a Tunikito Corporation enviou um fax ao Ministério das Minas e Energia, no dia 28 de dezembro, alertando sobre um blecaute no Centro-Sul do país, na primeira quinzena de março, conforme notificou ontem o jornal O Dia. Cópias do texto, assinado pelo diretor de assuntos corporativos da Tunikito, Osmar Santos, também foram enviadas aos presidentes da Operador Nacional de Sistemas {ONS}, Light e Eletropaulo.
No fax dirigido ao então ministro Raimundo Brito, a empresa, que tem base em Atlanta e há dez anos faz previsões meteorológicos a Iongo prazo, dizia que havia 35% de chance de o blecaute ocorrer por fenômenos climáticos, "caso medidas urgentes não sejam adotadas". Outro fax foi enviado ao ministro Rodolpho Tourinho, anteontem, dizendo que há 40% de chance de novo corte de energia em abril.

"0 Ministério das Minas e Energia é nosso velho conhecido'', disse ontem o diretor Osmar Santos. "Em 1986 a Tunikito alertou o ministro Aureliano Chaves de um blecaute, por causa do baixo nível dos reservatórios. Furnas foi colocada de prontidão e, no dia exato, por causa desse adicional no fornecimento, houve blecautes curtos, de apenas dois minutos."

Santos acredita que o fax de dezembro tenha sido ignorado porque "era véspera de Ano Novo e de saída do ministro". "Por via das dúvidas, mandamos cópias para a ONS, Light e E!etropaulo. Já tínhamos oferecido nossos serviços em novembro, mas eles não tiveram interesse", comentou o diretor da Tunikito, que ontem esteve na casa do senador Eduardo Suplicy (PT SP), que pretende que o Congresso investigue o assunto.
0 presidente do ONS, Mario Santos, diz que não tomou conhecimento do fax com o alerta e não sabe dizer se o documento efetivamente chegou ao órgão. E mesmo que o documento da fundação tenha realmente sido enviado ao ONS, as suas informações só seriam levadas em consideração se existisse algum convênio entre as duas instituições. A assessoria da imprensa do ministério diz o mesmo: não confirma nem desmente o recebimento do fax
SOBRENATURAL

0 Núcleo de Apoio Operacional da Fundação Cacique Cobra Coral (FCCC) entidade esotérico-científica que estuda alterações climáticas em várias partes do mundo, funciona num prédio de Guarulhos. Na região metropolitana de São Paulo.
Ali, três vezes por semana, despacha uma mulher de meia-idade com supostos poderes sobrenaturais. Dizendo ter nascido em pleno desastre meteorológico, Adelaide Scritori teria recebido a missão de "dedicar a vida a evitá-los". É o que vem fazendo, dizem seus seguidores, desde os sete anos de idade.
Única médium da CCC, ela teria como "clientes" governos estaduais, ministérios, agroindústrias, construtoras, multinacionais e políticos como Espiridião Amin, José Sarney, Gilberto Miranda, Sérgio Machado e Gerson Camata. Esses nomes são citados na homepage da FCCC: www. fundacaocoral.com. br. Na Internet também está a figura (psicografada) do Cacique Cobra Coral, espírito que teria sido de Galileu Galilei e Abraham Lincoln, e que Adelaide afirmar incorporar.
Virias previsões de Scritori jt foram publicadas em jornais do pafs. Uma delas foi a morte de Ulysses Guimarães, há seis anos. Em julho de 1998, a médium avisou o presidente Fernando Henrique Cardoso que, se as obras de transposição do rio São Francisco parassem, a seca voltaria com força total no Nordeste. As obras foram retomadas. Mas como se viu a seca não foi evitada.
Dez dias antes, Adelaide tinha sido procurada por um funcionário do governo da Flórida - um incêndio consumia as florestas no nordeste do estado americano, e as perdas já somavam mais de US$ 276 milhões e 70 mil desabrigados. Dois dias depois do pedido de ajuda à médium, começou a chover.

Até o prefeito de São Paulo, Celso Pitta, desesperado com os estragos das chuvas, teria pedido socorro à médium. Na primeira semana de março, alegando que todas as promessas feitas pelo governo municipal não haviam sido cumpridas, Adelaide mandou recado ao prefeito: só conversaria com a primeira-dama, Nicéa Pitta. Ela já tinha avisado a prefeitura que as chuvas provocariam catástrofes na cidade, e que era necessário limpar rios e córregos para evitar enchentes.
Em novembro, dizendo que o cacique tinha ficado muito contrariado com a decisão de Bill Clinton de voltar a bombardear Bagdá, a médium mandou um e-mail para o presidente norte-americano, ameaçando-o com tempestade: "Os Estados Unidos sentiram a força dos furacões e as placas tectônicas voltarão a se movimentar na falha de St. Andreas se vidas humanas forem mais uma vez usadas como bucha de canhão no Iraque, ou usarem a região para testes de novas armas".

Blecaute serve de lição a operadora
Empresa considera acidente fato raro, mas recomenda aumentar ainda mais a segurança das subestações contra  a ameaça dos raios.


O Estado de São Paulo

Sábado, 13 de março de 1999.

Coluna do Estadão
(Diana Fernandes e Claudia Carneiro)

BLACK-OUT
Veja só: em 28 de dezembro passado, a Tunikito Corporation - subsidiária científica e tecnológica da Fundação Cacique Cobra Coral - enviou fax ao então ministro de Minas e Energia, Raimundo Britto, com um alerta: "Caso medidas urgentes não sejam adotadas, acontecerá um blecaute na região centro-sul do Brasil na primeira quinzena de março de 1.999"
A Fundação, na mesma mensagem, informa que estava enviando o alerta, também para as presidências da ONS-(Operadora Nacional de Sistema Elétrico), Light e Eletropaulo.


capa2.jpg (13595 bytes)
O Dia

Rio de Janeiro, 13 de março de 1999.
Coluna O Dia em Brasília


Blecaute anunciado

O Ministério das Minas e Energia, a Light e a Eletropaulo, além da própria Operadora Nacional de Sistema (ONS), foram avisados, em dezembro, do risco de um apagão na Região Centro-Sul do País.

O alerta foi da Tunikito Corporation, empresa de acompanhamento meteorológico conveniada com o ministério.
No fax dirigido ao então ministro Raimundo Brito, ela chamou a atenção para "o risco de um blecaute no Centro-Sul do País, na primeira quinzena de março de 1999, caso medidas urgentes não sejam adotadas, tendo em vista que a falta de investimentos na interligação entre os sistemas geradores das várias regiões do País, poderá produzir um colapso".
A correspondência da Tunikito, que faz previsões climáticas a longo prazo, admitia 35% de chance de o blecaute acontecer por problemas meteorológicos. E alertava: "Diante da fragilidade do sistema, necessário se faz que medidas preventivas sejam adotadas". Ontem, o ministro Rodolpho Tourinho confirmou que o apagão de quinta-feira foi provocado por um raio. Ele, porém, não quis se manifestar sobre o fax da Tunikito:

"Senhor ministro, a fragilidade do sistema está beirando o limite. Março de 99 será o mês D".
Trecho do fax enviado ao Ministério das Minas e Energia pela Tunikito, em dezembro passado.


O Estado de São Paulo

Sábado, 06 de Março de 1999
Coluna Persona

DE MULHER PARA MULHER

A médium Adelaide Scríttori, da Fundação Cacique Cobra Coral, está dando uma canseira no prefeito Celso Pitta. Apesar da insistência de seus assessores em marcar uma audiência, a médium impôs uma condição para recebe-los, quer a presença da primeira-dama Nicéa Pitta, pois alega que todas as promessas feitas pelos homens do governo municipal não foram cumpridas. E ainda avisa: faltam cair 40% das chuvas previstas até abril. e elas vêm de uma só vez...
nf: a FCCC prometeu uma trégua de 72 horas na chuvas em SP e alertou que a partir dai, não havendo acordo, as precipitações irão ocorrer em curto espaço de tempo, atingindo uma mesma localidade em forma de CB (cúmulos nimbos).

O Dia
Rio de Janeiro, 06 de março de 1999.
Coluna O Dia em Brasília

CELSO PITTA. SOLUÇÃO PARA AS CHUVAS

PREFEITO PEDE AJUDA AO ALÉM

Desesperado com os estragos causados pelas chuvas, o prefeito de São Paulo, Celso Pitta, resolveu pedir socorro à médium Adelaide Scrítori, da fundação Cacique Cobra Coral. A médium, que tem o poder de interferir no clima, ouviu o apelo de Pitta, mas não quis papo. "a partir e agora, só converso com Dona Nicéa (primeira dama)", decretou. Adelaide anda engasgada com Pitta , porque avisou à prefeitura de São Paulo que as chuvas iriam provocar castastrofes na cidade. O prefeito não deu bola, e a cidade acabou debaixo d'água.


jt2.gif (1994 bytes)
Geral
São Paulo, 02 de março de 1999

TRAGEDIA NA CIDADE DA MAFIA DOS FISCAIS

cidade.jpg (6447 bytes)

Como a chuva 'estrangulou' o trânsito e parou a cidade

Além da grande quantidade de chuva num curto intervalo de tempo, o temporal de ontem inundou praticamente todos os grandes corredores de tráfego, transformando as avenidas em rios

O Dia
Rio de Janeiro, 01 de março de 1999.
Coluna O Dia em Brasília

 

Chuva e trovoadas

Na última sexta-feira, a médium Adelaide Scritori, da Fundação Cacique Cobra Coral, mandou fax para os governadores Mário Covas, de São Paulo, Anthony Garotinho, do Rio, Itamar Franco, de Minas, e para o prefeito paulistano Celso Pitta.
 A fundação, que estuda alterações no clima, está prevendo que a região sudeste ainda terá de encarar muita chuva até abril. Até agora, choveu apenas 58% do índice pluviométrico previsto para os quatro primeiros meses do ano.
 Na carta, a médium lembra ao prefeito e aos governadores a necessidade de limpeza de rios e córregos para evitar enchentes. Somente neste ano, 11 enchentes foram registradas na cidade de São Paulo.
 “Fica comprovado mais uma vez que calamidades tão danosas quanto as que caem das nuvens são provocadas por burocratas que se recusam a descer das nuvens, deixando tudo ao sabor amargo do empirismo”, escreveu Adelaide.
 Irritada com a lentidão das obras de aprofundamento da calha do rio Tietê para evitar enchentes, a médium descarregou trovões em Mário Covas e Celso Pitta: “Nos últimos anos, só as empreiteiras têm nadado de braçada no Tietê e a situação continua a mesma”. O recado está dado. É prevenir ou afundar.


O Estado de São Paulo

Coluna do Estadão
Sexta feira, 12 de Fevereiro de 1999

PREVISÃO
A médium Adelaide Scritori, da Fundação Cacique Cobra Coral, que trabalha com alterações climáticas, mandou ontem fax preocupante ao prefeito Celso Pitta: até agora as chuvas que caíram em São Paulo correspondem a apenas 10% do volume que está previsto até abril. Muita chuva pede muitas obras, prefeito.


O Dia
Rio de Janeiro, 28 de janeiro de 1999.
Coluna O Dia em Brasília

Cotação do além

Um banqueiro ligou anteontem, às 10h, para a médium Adelaide Scritori, da Fundação Cacique Cobra Coral. Disse que tinha lido nesta coluna a nota sobre o recado que as forças do além mandaram a FH. A médium não quis dar detalhes, alegando sigilo da mensagem. O banqueiro insistiu e ela acabou liberando apenas algumas previsões não divulgadas. Coincidência ou não, o dólar disparou à tarde.

Rapidinhas

As casas de câmbio - quem diria - estão virando lojinhas de R$ 1,99.

O Dia
Rio de Janeiro, 26 de janeiro de 1999.
Coluna O Dia em Brasília
 

Recado a FH

FH recebeu fax da médium Adelaide Scritori, da Fundação Cacique Cobra Coral. As forças do além mandaram recado ao presidente: “A tempestade política está apenas começando. Mas pode ser amainada, se o presidente agir com pulso firme e não se preocupar com os índices de popularidade, que vão despencar”. Adelaide diz ainda que FH deve ficar mais próximo dos técnicos e distante dos políticos.


O Estado de São Paulo

Coluna do Estadão

Domingo, 24 de Janeiro de 1999

Firmeza

O presidente Fernando Henrique Cardoso encerrou a semana com um conselho da presidente da Fundação Cacique Cobra Coral, Adelaide Scritori, enviado por fax. A médium da entidade especializada em alterações climáticas alerta: a tempestade está apenas começando, mas pode ser controlada se FHC agir com pulso firme.

Adelaide ressalta que, se FHC, ao contrário, preocupar-se com a popularidade e deixar de tomar as medidas necessárias, a vaca vai para o brejo.

O Dia
Rio de Janeiro, 19 de janeiro de 1999.
Coluna O Dia em Brasília

Médium avisou sobre crise
Ciro Gomes. Linha com o além

O ex-ministro Ciro Gomes, que disputou a Presidência da República pelo PPS, recebeu um e-mail da médium Adelaide Scritori, da Fundação Cacique Cobra Coral, no dia de Natal, alertando sobre um terremoto político em 1999. O texto enviado a Ciro: “Pare de atacar esse Governo, que o tempo é curto. Vem aí um terremoto político em 99, que deixará a política do País de pernas para o ar. Pense antes de falar e aguarde. Prudência, doutor Ciro. Procure ler sobre o que ocorreu na Argentina no governo (Raul) Alfonsín. Nem sempre quem ganha leva’’.


jt2.gif (1994 bytes)

Sabado, 02 de Janeiro de 1999

CHUVAS PROVOCAM ESTADO DE ATENÇÃO EM SAO PAULO

A chuva começou as 14h. As 15h, a defesa civil decretara estado de atenção. As zonas sul e leste foram as mais castigadas. O Pirajuçara transbordou.

O Estado de São Paulo

Sabado, 02 de Janeiro de 1999

Enchentes provocam duas mortes no Rio

RIO – duas pessoas morreram afogadas e 200 ficaram desabrigadas ontem, em Três Rios, no Rio, perto da divisa com Minas, por causa das fortes chuvas que atingem a cidade há três dias.
MORTE – A chuva forte causou problemas também na região metropolitana de Belo Horizonte.

O Estado de São Paulo

Quinta-feira, 31 de Dezembro de 1998

Coluna Persona - Cesar Giobbi

Aviso aos navegantes

A Fundação Cobra Coral mandou mensagens ao prefeito Celso Pitta, ao governador. em exercício, Geraldo Alkmin, e aos governadores eleitos do Rio e Minas Gerais, Anthoni Garotinho e Itamar Franco, alertando para excesso de precipitações em localidades específicas entre o Ano-Novo e abril.
Na mensagem a Pitta, a médium pede audiência, lembra que o verão passado não foi terrível para São Paulo graças ao acordo que a Prefeitura fez com a Fundação e faz uma última recomendação: que o prefeito ouça mais dona Nicéa e menos os tecnocratas.
Por falar em FCC, o endereço da homepage na Internet saiu publicado errado na coluna. O correto é www.fundacaocoral.com.br.


 O Estado de São Paulo

Quarta -feira, 30 de dezenbro de 1998

Tempestades assustam Europa e Estados Unidos

Fortes ventos e enchentes deixam os moradores sem água e energia elétrica e provocam mortes.

Londres – As fortes tempestades registradas nos últimos dias nos Estados Unidos e Europa deixaram milhares de pessoas sem energia elétrica. Na Grã-Bretanha e Irlanda, 40 mil lares estão há três dias sem luz, segundo informações da polícia local. No noroeste americano, desmoronamentos e enchentes já obrigaram as autoridades a fechar algumas estradas.

 

CORREIO DO POVO

Porto Alegre, Sábado, 19 de Dezembro de 1998

Cobra Coral faz alerta aos aliados

Guarulhos - A presidente da Fundação Cacique Cobra Coral, a médium Adelaide Scritori, afirmou que o espírito do cacique ficou muito contrariado com a decisão do presidente norte-americano, Bill Clinton, e do premiê inglês, Tony Blair, de voltarem a bombardear o Iraque. Em e-mail enviado aos dois líderes, a médium advertiu que os EUA 'sentirão a força de um Tomahawk subterrâneo movimentando as placas tectônicas na falha de San Andreas e de um tornado levando frio e tempestade ao Reino Unido, se esses ataques de terror não cessarem'. A fundação se declara capaz de promover alterações climáticas no mundo.

OBS: As tempestades acima, previstas pela FCCC antes do conflito poderiam ter sido alteradas se os USA e Grã-Bretanha aceitassem a proposta da FCCC : Uma solução pacífica, uma vez que o Iraq foi armado e mantido o Presidente Saddam Hussein até hoje pelos USA e seus aliados....

CORREIO DO POVO

Porto Alegre, Segunda-feira, 21 de Dezembro de 1998

Mundo árabe aponta fortalecimento de Saddam

12MUNDOA(1).jpg (5348 bytes)Antes abalado, prestígio do líder sobe entre os árabes

 

Cairo - Os ataques aéreos ao Iraque não resultaram em nada, reforçaram a imagem de Saddam Hussein entre os árabes e tornaram o conflito potencialmente mais perigoso. Este é um consenso entre comentaristas árabes de diversas tendências. Desde os aliados árabes dos Estados Unidos na Guerra do Golfo Pérsico, em 1991, até os mais intransigentes afirmaram que a investida dos Estados Unidos e Grã-Bretanha foi um grande erro.

O Estado de São Paulo

Sábado, 19 de Dezembro de 1998

Coluna Persona - Cesar Giobbi

Errando o alvo

Se Bill Clinton está pensando que vai conseguir acertar Saddam Hussein com um míssil, vai precisar de ajuda. Não é só por causa da pontaria, que parece impossível. Mas é que a médium Adelaide Scritori garante que informa sempre seu amigo Saddam quando Bagdá está para ser atacada. No último dia 5, por exemplo, ela mandou avisá-lo do iminente ataque e para não pernoitar no abrigo norte.


O Dia

Rio de Janeiro, 18 de dezembro de 1998.

Coluna O Dia em Brasília

Aviso a Saddam

O líder iraquiano Saddam Hussein foi informado do bombardeio em Bagdá por forças do além. No último dia 5, recebeu mensagem da médium Adelaide Scritori, da Fundação Cacique Cobra Coral: “Pela madrugada da segunda quinzena de dezembro será visto grande fogo, estrondo e claridade. Haverá gritos e mortes. A 45 graus, o céu queimará com mísseis se aproximando da grande cidade nova, antes do Radamã. Evite pernoitar no abrigo norte”. Saddam e Adelaide são velhos conhecidos. Na Guerra do Golfo ele recebeu mensagens semelhantes.

O Estado de São Paulo

Sexta-feira, 18 de Dezembro de 1998

Ataque não detém impeachment de Clinton

981217y.jpg (7128 bytes)

Ofensiva militar provocou reação negativa em todo o mundo e não iludiu americanos. Na foto, uma explosão ilumina o céu de Bagdá no segundo dia de bombardeio americano contra o Iraque

 


O Estado de São Paulo

Quarta-feira, 18 de Novembro de 1998

Milhares de iraquianos foram salvos por questão de minutos

Cerca de 300 mísseis deveriam ser lançados contra Bagdá quando Clinton abortou o ataque.

Washington - O secretário da Defesa dos EUA, william Cohen, pediu ao presidente Bill Clinton que ordenasse o ataque ao Iraque. A secretária de Estado, Madeleine Albright em viagem para uma conferência econômica na Malásia, concordou. Mas foi a opinião do assessor de Clinton para Segurança Nacional, Sandy Berger, que servia de ligação entre os secretários e o presidente, que prevaleceu. Motivado por uma vaga notícia urgente na TV CNN, Berger aconselhou Clinton, Sábado de manhã, a não dar a ordem.
Apenas 15 minutos antes do momento em que 300 mísseis de cruzeiro deviam chover sobre Bagdá, Clinton cancelou o que seria o mais mortífero ataque militar de sua presidência.

O Dia
Rio de Janeiro
, 18 de novembro de 1998

Coluna O Dia em Brasília

Recado do além

A médium Adelaide Scritori, da Fundação Cacique Cobra Coral, mandou e-mail para Bill Clinton: "As placas tectônicas voltarão a se movimentar na falha de St Andreas, se vidas humanas forem mais uma vez usadas como bucha de canhão no Iraque". Na Guerra do Golfo, a médium fez chover e complicou a vida das tropas americanas.


O Dia
Rio de Janeiro, 13 de Setembrode 1998

Coluna O Dia em Brasília

Primeira mão
ciro.jpg (9373 bytes)
No dia 29 de julho a médium Adelaide Scrittori, da Fundação cacique Cobra Coral, mandou e-mail a Ciro gomes (PPS): " Fique atento. Um fato a ocorrer nos próximos meses irá mudar toda atual corrida ao Planalto. Prudência doutor Ciro. E pense sempre antes de falar". era a crise sendo anunciada em primeira mão.

Isto É Dinheiro
Política

Edição 18 de Novembro de 1998

"O presidente será ouvido sim. Pode fazê-lo por escrito, o que é uma prerrogativa sua"
vicente Chelotti, diretor-geralda Polícia Federal

ciro2.jpg (4552 bytes)
"Não foi uma denúncia espontânea. O dossiê contra o governo me foi oferecido como objeto de chantagem. Isso eu não faço"
Ciro Gomes, ex-candidato à Presidência


O Estado de São Paulo

Coluna do Estadão

Sábado, 12 de Setembro de 1998

Alerta
A médium Adelaide Scritori mandou um e-mail para o candidato Ciro Gomes com um alerta: "Fique atento, um fato a ocorrer nos próximos meses vai mudar a corrida ao Planalto".

folha.gif (1485 bytes)

Sexta-feira, 13 de Novembro de 1998

PF CONVIDARÁ PRESIDENTE PARA DEPOR

FHC diz que condiçào de suspeito é inaceitável

O presidente Fernando Henrique Cardoso classificou como "inaceitável" sua colocação na condição de suspeito de ter alguma conta bancária em um paraíso fiscal no Caribe.
FHC considera que há falta de respeito "com a pessoa e com o cargo que ocupa", disse o porta-voz Sergio Amaral. Segundo ele, o presidente não tem contas ou empresa no exterior que não constem das declarações de renda.


O Estado de São Paulo

Sexta feira, 11 de Setembro de 1998

Fuga de divisas cresce e juros vão a 49,7%

Elevaçào das taxas, que estavam em 29,75% ao ano, tem o objetivo de conter a saída de dólares; á tarde, o presidente Fernando Henrique havia dito que por ele, o custo do dinheiro não aumentaria.


Informe FCCC

Segunda-feira, 17 de Agosto de 1998

Até a próxima seca

As chuvas extemporaneas no nordeste deveriam ser festejadas como uma benesse divina por todos os brasileiros,com exceção, talvez, de algumas lideranças politicas. Em primeiro lugar, pelos frejelados,embora elas nao possam eliminar imediatamente as consequencias penosas da seca. Mas, infelismente, as chuvas que chegaram mas cedo do que a ciencia poderia prever só aumentaram, até agora, as aflições dos frajelados.

É que com elas veio o desinteresse dos politicos pelos seus problemas. Até mesmo denuncias graves já não mobilizam ninguem.
Nesse momento, nenhum dos defensores perpetuos dos frajelados da seca apareceu para proteger essas vítimas nao só da seca, como tambem da ganância. Os "protetores" dos frajelados talvez tenham sumido apenas porque as chuvas voltaram e não há mais nenhum proselitismo a fazer,nenhum saque a organizar, nenhuma verba a reclamar, nenhuma equipe de televisao a ser convocada para registrar o inflamado discurso contra o abandono da região pelo governo federal.
Sobrou apenas o drama real da exploração humana mais desabusada.

Diante de tal situação, a Fundação Cacique Cobra coral poderá suspender a "Operação Nordeste" iniciada em maio último em conexao simultanea com o palacio do planalto que em troca iniciaria as obras de transposição do rio São Francisco. Embora o presidente FHC tenha até assinado contrato inicial de financiamento da obra com o Bird (Banco Mundial) em 03/06/98 no valor de US$ 198 milhõespara tal fim, forças ocultas ligadas a bancada nordestina no congresso nacional forçaram o presidente a adiar o inicio das obras.

Milhoes de pessoas que seriam beneficiadas por esse projeto que remonta a época do imperio,apenas esperam o inicio de obras que nunca chega. As denuncias graves existentes apontam para corrupção, clientelismo,descaso e incompetencia governamental.
A preocupação da FCCC(Fundação Cacique Cobra Coral) é voz isolada. Com as chuvas, o drama dos frajelados não é mais tema politicamente aproveitavel.

Apenas quando a seca voltar, os demagogos de sempre estarão presentes - uns para prometer obras que atenuem seus efeitos e outros para incitar saques e "denunciar" a exploração. Como as chuvas chegaram, poucos estao preocupados com o adiamento das obras que podem acabar com a fome da regiao e tirar o emprego de muitos politicos. Até a proxima seca...

   
O Estado de São Paulo

Domingo, 10 Agosto de 1998

Chove no NE e técnicos não sabem explicar

Chuvas fora de época amenizam seca do nordeste

As chuvas que caíram recentemente no Nordeste, amenizando a seca, estão entre as alterações de clima ainda sem explicações científica, segundo o Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos, ligado ao Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, Cachoeira Paulista (SP). O centro vai divulgar, na Quinta-feira, uma análise da situação. Em 29 de julho, choveu 131.1 milímetros na região de Natal (RN). No dia seguinte, houve precipitações de 253,2 milímetros, algo inédito para o Nordeste. Municípios baianos da divisa com Sergipe festejam as chuvas e estão colhendo 111 mil toneladas de feijão.

   
A Tarde

Salvador, 08 de Agosto de 1998

FHC adia projeto do Rio São Francisco

Leia mais:
Medida contra seca não atinge objetivo na Bahia
Açude não ajuda Canudos

O programa de governo para um eventual segundo mandato do presidente Fernando Henrique Cardoso não vai incluir o projeto de transposição das águas do Rio São Francisco, obra que ampliaria o abastecimento e permitiria a irrigação de faixas semi-áridas do Nordeste. A exclusão do projeto se deve ao atraso do projeto se deve ao atraso do estudo sobre seu impacto, que será concluído apenas em meados de 99

O Globo

Coluna Ricardo Boechart
Rio de Janeiro, 14 de Julho de 1998

Fumaça no Ar

A selva volta a pegar fogo. Fotos do satélite Landsat, descobertas pela Fundação Cobra Coral e confirmadas pelo INPE de SP, revelando 2.600 focos de incêndio na Amazônia - 40% deles novamente em Roraima. O Planalto já foi avisado

   
Isto É Dinheiro
Dinheiro

Coluna Dinheiro na Semana
Edição 15 de Julho de 1998

Incêndio

Ajuda do Além

O incêndio que consome as florestas no nordeste da Flórida está deixando as autoridades americanas e as agências de turismo brasileiras de cabelo em pé. As perdas já somam US$ 276 milhões e ameaçam o maior negócio da região, os parques de Orlando, a poucos metros dos focos de incêndio. O esforço para combater o incêndio, que consumiu 185 mil hectares de terras, está custanto aos cofres públicos US$ 110 milhões, O desespero é tanto que os amaricanos estão apelando aos céus. Jornais locais pedem à população que reze por chuva. Um funcionário do governo da Flórida apelou para a fundação brasileira Cacique Cobra Coral para saber quando vai chover logo, responderam as médiuns. No dia seguinte, brisas vindas do Oceano Atlantico, aliado a um elevado aumento da umidade diminuiram a força dos grandes incêndios.

Isto É

Edição 15 de Julho de 1998

Tempestade do Além

Dois dias depois que um funcionário do Governo da Flórida pediu ajuda por telefone no sábado, 4, para a Fundação Cacique Cobra Coral (FCCC), uma entidade esotérica-científica que faz pesquisas meteorológicas com sede em Guarulhos, na Grande São Paulo, para conter a forte estiagem e os incêndios provocados pela forte onda de calor que assolavam há um mês o sul do Estado, começou a chover na Flórida. A médium brasileira Adelaide Scritori, que diz receber o espírito do Cacique Cobra Coral e seguir suas orientação espirituais em conjunto com os estudos climáticos conduzidos por cientistas da fundação via internet que ficam em Atlanta prometeu que mudaria o clima naquele Estado em 72 horas. Em troca, exigiu que os citricultores e uma grande seguradora preocupada com os prejuízos plantassem 400 mil árvores para reflorestar a região em 14 meses, principalmente no Condado de Flager, a cidade mais atingida pelos incêndios. Na quarta, 7, as chuvas chegaram com mais intensidade ao sul da Flórida, inclusive com fortes pancadas e trovoadas. As igrejas em Daytona Beach ficaram cheias de pessoas que foram agradecer as chuvas.
Há 8 anos a FCC mantém contatos com grandes citricultores de Tampa, Lakeland, Winter Garden e Orlando. Em 1990 a fundação foi contactada pela primeira vez para ajudar a conter as fortes geadas que quase exterminaram as produções de laranjas plantadas em areas propicias a essas condições climáticas. A orientação foi para que os pomares fossem transplantados para outros locais. Em troca, a FCCC garantiu que não haveria geada durante três anos na região, hoje a Flórida exporta laranja.

   
O Globo
Rio de Janeiro, 07 de Julho de 1998

Chove na Flórida mas fogo persiste

PALM COAST, choveu ontem no norte e no centro do estado americano da Flórida. Algumas pessoas que haviam deixado suas casas por causa dos incêndios que destróem as matas da região e ameaçam a segurança dessas moradias, voltaram. Mas a chuva ainda não foi suficiente para acabar com o fogo que, desde a semana passada, atinge 20 mil hectares e mobiliza mais de mil bombeiros.

O Globo
Rio de Janeiro, 06 de Julho de 1998

Coluna Ricardo Boechat

Raios e trovões

Assolada há um mês por incêndios, a Flórida apela ao além.
Funcionário do Governo ligou sábado para a Fundação Cobra Coral, em São Paulo.
A médium Adelaide Scrítori prometeu chuva na região.

Ontem, os ventos diminuíram.

   

O Globo
Rio de Janeiro
, 06 de Julho de 1998

Informe JB
Maurício Dias

Ajuda do além

Adelaide Scritori, a médium paulista que recebe o espírito do Cacique Cobra Coral, diz que foi contactada pelo governo da Flórida.

Prometeu acabar em 72 horas com o incêndio que destrói o estado.

O Globo
Rio de Janeiro
, 09 de Julho de 1998

Informe JB
Maurício Dias

Fatura do além

A médium Adelaide Scritori. que recebe o espírito do Cacique Cobra Coral, mandou ontem carta ao governo da Flórida.

Como as chuvas estão apagando o incêndio no estado, ela cobrou a promessa feita ao cacique de que 400 mil mudas de árvores seriam replantadas, caso o espírito interviesse no clima.

Se não, divulgará os nomes dos quatro empresários americanos que a procuraram.

   
O Globo
Curitiba, 06 de Julho de 1998

Chuva fraca está reduzindo o fogo na Flórida

Flórida em chamas População começa a voltar, embora ainda existam 2 mil focos de incêndios combatidos por bombeiros de 11 estados americanos

Daytona Beach, EUA (AE-Reuters) - Brisas vindas do Oceano Atlântico, chuvas fracas e uma umidade maior diminuíram ontem a força dos grandes incêndios florestais na Flórida, onde 500 mil hectares e cerca de 160 casas já foram atingidos. A situação, porém, ainda é crítica. "Tivemos um dia melhor, pelos menos estamos combatendo o fogo, sábado estávamos correndo das chamas", afirmou o governador Lawton Chiles. Segundo um porta-voz do órgão que controla o combate ao fogo (Fema), ainda há no estado uns 2 mil focos de incêndio.

Governo busca ajuda de forças do além

Flórida (AE) - Depois que a ajuda de bombeiros, da policia florestal do estado de Washington e dos canadenses não deram resultados para conter os incêndios que continuam castigando o sul da Flórida com calor forte, o governo local e empresas privadas resolveram pedir ajuda das forças do além.

A médium Adelaide Scrítori da Fundação Cacique Cobra Coral, que no passado ajudou a Flórida, na época das grandes geadas nos laranjais de Tampa, iniciou sábado uma operação denominada "Operação fogo na Flórida". Para provocar chuvas na região a FCCC vai mudar a zona alta de pressão que bloqueia as frentes frias, fazendo a corrente de jato deslocar-se mais para o sul ou pode optar por criar uma frente de brisa marinha sobre a costa leste onde ocorrem os incêndios, reduzindo a velocidade dos ventos que favorecem um pouco o combate ao fogo.

A FCCC que tem sede em Guarulhos, na grande São Paulo é comandada pela médium Adelaide Scrítori que recebe o espírito do Cacique Cobra Coral, entidade que tem o poder de alterar o clima. Em outras vidas o cacique Cobra Coral viveu na terra reencarnado como cacique de uma tribo norte-americana, posteriormente como Galileu Galilei e por último como Abraham Lincoln, presidente dos EUA.

   
O Estado de São Paulo

Sábado, 04 de Julho de 1998

Incêndio na Flórida deixa 70 mil desabrigados

Centenas de focos obrigam à retirada de todos os moradores de um condado

BUNNELL, EUA - As autoridades ordenaram ontem a desocupação de todo um condado da Flórida diante do avanço das centenas de incêndios que devastam o Estado americano há um mês. Policiais em carros com alto-falantes circularam pelas ruas do Condado de Flagler, no norte da Flórida, dando ordens para que os 30 mil habitantes abandonassem suas casas e locais de trabalho - o que elevou para 70 mil o total de pessoas forçadas a fugir dos incêndios.

"Saiam já", repetiam os policiais. Mais de 200 pessoas que estavam abrigadas numa escola deixaram o prédio dez minutos depois da ordem de retirada. "Espero que tenhamos um condado para o qual voltar", comentou uma delas.

"Há fogo no norte, sul e oeste", afirmou Don North, um porta-voz da Agência Federal de Administração de Emergências. "A preocupação é que os incêndios convirjam e formem um só."

As chamas já danificaram ou destruíram 132 casas e queimaram uma área de 680 quilômetros quadrados. Os incêndios provocaram o cancelamento de muitas das festividades programadas para hoje (aniversário da independência americana). O governador Lawton Chiles proibiu o uso e a venda de fogos de artifício, temendo que sejam provocados mais incêndios. (Associated Press e Reuters)

   
O Dia
Rio de Janeiro, 23 de Junho de 1998

Coluna O Dia em Brasília
Marcelo Tognozzi

Cacique 1

Depois que o presidente FH mandou retornar as obras de transposição do rio São Francisco, o clima está mudando no Nordeste. Por trás da alteração do clima está a Fundação Cacique Cobra Coral da médium Adelaide Scritori. Ela avisou ao presidente que, se as obras pararem, a seca voltará com força total.

Cacique 2

A médium Adelaide, que está mudando o clima no Nordeste, é a mesma que mudou o clima no Iraque durante a guerra do Golfo e previu a morte de Ulysses Guimarães.

O Estado de São Paulo
Domingo, 21 de Junho de 1998

La Niña vai tornar inverno mais rigoroso

O inverno começa hoje às 11h04 e deve ser rigoroso por causa do efeito La Niña, fênomeno inverso ao El Niño, caracterizado por anomalias climáticas provocadas pelo aquecimento anormal das águas do Pacífico. Modelos de previsão norte-americanos e europeus que a ação do El Niño está chegando ao fim e a superfície do Pacífico já registra queda de temperatura. Caso as estimativas se confirmem, o Brasil poderá enfrentar período de estiagem no Sul, com primavera mais seca, e chuvas acima da média no Nordeste a partir de 99.

Oposto a El Niño, que causou anomalias climáticas em várias partes do mundo e está no fim, o fenômeno tem efeitos também inversos no Brasil, podendo ocorrer estiagem no Sul e chuvas no Nordeste

   
   

O Estado de São Paulo

Quinta-feira, 04 de Junho de 1998

FHC assina com Bird o acordo para o Pró-Água

Presidente enfatizou a necessidade do ínicio das obras de transposição do Rio São Francisco

Brasília - O presidente Fernando Henrique Cardoso voltou a defvender ontem a realização das obras necessárias para a transposição do Rio São Francisco, projeto antigo do governo para levar mais água a diversos Estados do Nordeste brasileiro. Para ampliar a rede de distribuição de água nas regiões afetadas pela seca, o presidente assinou convênio com o Banco Mundial (Bird) para o empréstimo de US$ 198 milhões. "Quem sabe seja possível começar, agora na estiagem no Nordeste, pelo menos certas obras preliminares, numa antecipação do que possa vir a ser o futuro", afirmou.


Clique na imagem para
melhor visualização.

O Dia
Rio de Janeiro, 25 de maio de 1998

Coluna O Dia em Brasília
Marcelo Tognozzi

Cacique promete chuva no Nordeste se governo iniciar a transposição das águas do rio São Francisco

No dia 20, o presidente em exercício, ACM, recebeu um fax da médium Adelaide Scritori, presidente da Fundação Cacique Cobra Coral. A fundação segue as orientações do espírito do Cacique Cobra Coral e é respeitada mundialmente por suas pesquisas meteorológicas. O espírito do Cacique, um mês antes, mandou que Adelaide fizesse contato com ACM quando ele estivesse na presidência.
A Fundação se compromete a fazer chover no Nordeste nos próximos 60 dias garante inverno chuvoso em 99 mas, em troca, quer que o governo conclua as obras de transposição do rio São Francisco nos próximos dois anos. A única forma de garantir irrigação para o Nordeste é com a obra do rio São Francisco. Adelaide é respeitadíssima por muita gente graúda. O ex-presidente José Sarney, por exemplo, confia na capacidade do Cacique Cobra Coral de manipular a meteorologia. Quando era governador de Santa Catarina, o senador Esperidião Amim também pediu ajuda para acabar com as enchentes. O prefeito de São Paulo Celso Pitta, não acreditou e São Paulo acabou debaixo d'água no início do ano. Até o ateu FH, passou a confiar em Adelaide depois que ela alertou sobre a necessidade de uma recauchutagem no avião presidencial. Neste mundo e no outro, uma enorme torcida para que o governo tope a proposta.

   

Correio Brasiliense

Brasilia DF, 02, Maio de 1994

Adeus, Senna

Acidente que matou o piloto Airton Senna foi previsto plea Medium Adelaide Scritori, Presidente da Fundação Cacique Cobra Coral.

A medium enviou um FAX ao escritório do piloto em São Paulo na noite de sabádo..
Clique aqui para ler a materia completa

Correio Brasiliense

Curitiba PR, 02, Maio de 1994

Ímola, o Grande Prêmio da Morte

Acidente que matou o piloto Airton Senna foi previsto plea Medium Adelaide Scritori, Presidente da Fundação Cacique Cobra Coral.

A medium enviou um FAX ao escritório do piloto em São Paulo na noite de sabádo..
Clique aqui para ler a materia completa

   

ALERTAS, CONTATOS E RESPOSTAS DAS AUTORIDADES ENERGÉTICAS À TUNIKITO - FCCC


fax1.gif (51141 bytes)

fax2.gif (48217 bytes)


O Dia
Rio de Janeiro
Coluna O Dia em Brasília

Segunda, 14 de dezembro de 1998.

Previsões

Repousa na mesa do presidente da Light, Michel Gaillard, um relatório elaborado pelo professor Rubens Villela, da Tunikito Corporation, responsável pelas previsões para a América Latina veiculadas pelo Canal do Tempo dos Estados Unidos. Pelo que esta escrito no documento, se a Light não tomar providências urgentes, o carioca corre o risco de reviver os apagões do último verão.

fax3.gif (57968 bytes)


Folha da Tarde
São Paulo, 17 de outubro de 1986
Coluna Alik Kostakis

Aviso do além
Acredite se quiser: exatamente às 16h45 da última quarta-feira, o ministro Aureliano Chaves recebia telex da médium Adelaide, da Fundação Cobra Coral de Guarulhos.
Advertência mediúnica: as chuvas esperadas para novembro não virão. Os reservatórios estão com 30% de suas reservas e pode acontecer novo "black out", deixando as cidades do Centro e Sul às escuras.
Se não houver racionamento e medidas outras. Aureliano eslá entre o céu e a terra ..

Folha da Tarde
São Paulo, 20 de outubro de 1986
Coluna Alik Kostakis

Até novembro

O ministro Aureliano Chaves, confirmando a colunista, mandou o DNAEE advertir sobre possibilidade de "black-out" nas capitais do Centro-Sul, até novembro.


O Estado de São Paulo
06 de novembro de 1986

Black-out
De novo a ameaça

Curtos b|ack-outs isolados na capital de São Paulo, em Niterói e outras cidades fluminenses ocorreram ontem no inicio da noite. As interrupções no fornecimento da eletricidade só não foram maiores porque o sistema integrado de transmissão – administrado por Furnas – fez um rápido "jogo de transferencia" de energia de uma região para outra, garantindo o abastecimento geral. A explicação é do ministro de Minas e Energia, Aureliano Chaves. O ministro alerta que, se não chover no Sudeste, os black-outs devem aumentar em número, duração e extensão da área atingida.

fax4.gif (34103 bytes)


 
Acesse o índice de publicações e veja as notícias de 2006 à 2000
Copyright © 2009. Foundation Cacique Cobra Coral - www.fccc.org.br.  |  Privacy policy
All images in this site were given by Três Publishing House.
FCCC OPERATIONS HAVE THE FINANCIAL SUPPORT OF TUNIKITO ENTERPRISES
TUNIKITO INSURANCE BROKER. PHONE-FAX: (+ 55 11) 2455.7755
- www.tunikito.com.br